Você está em: Home > Revista e noticias

NOTÍCIA

Expedição Jalapão 19/20

Diário de Bordo Rolo4x4

Expedição Jalapão 19/20
Nossa expedição começou no dia 26/12/19 onde saímos de SP com destino ao paraíso, fomos em uma turma com 12 adultos e 1 criança, um total de 4 carros sendo eles 1 Troller, 1 Engesa (diesel), 2 Caminhonetes (S10 gasolina e Hilux diesel), um total de 4595km.



A chegada
E todos já diziam o Jalapão é bruto, sim para chegar lá a grande maioria das estradas são de terra, por isso é super recomendado ir para lá com um 4x4. Nosso caminho era seguir direto para Mateiros onde tínhamos nossa pousada reservada, portanto seguimos na TO-255



Quando visitar
É possível visitar o Jalapão o ano todo, nossa expedição aconteceu em dez/jan portanto pegamos uma época chuvosa. É recomendado ir para lá na época de seca que ocorre entre Maio a Setembro, pois as águas ficam cristalinas e o sol favorece inclusive as nossas fotos. Nos meses de Outubro a Abril é época de chuva, e isso não ajuda pois as aguas ficam turvas e afeta a visibilidade.


Circulando no Jalapão
Como eles dizem por lá devido seu solo arenoso, o chão é bruto por isso é super recomendado ir para o Jalapão com um veículo 4x4, e não recomendamos circular por lá sem um guia, pois as estradas tem poucas placas, algumas atrações são de difícil acesso e muitos lugares não funciona a internet. Na nossa viagem não levamos GPS, somente o app de celulares no qual não funcionam por lá. Algumas atrações são longes uma da outra, e você não encontra ninguém circulando no meio da estrada. Caso queira explorar a região por conta própria, é recomendado traçar bem o seu roteiro, pesquisar bastante sobre o local e pegar bastante dicas com que já foi. Para quem visitar Mateiros não deixe de visitar a loja Sempre Viva uma ótima pedida para comprar algo do Jalapão.



Onde Ficar
Ficamos na cidade de Mateiros, onde existe muitas pousadas bem estruturadas, porém o custo disso é maior. Existe muitas pousadas simples na cidade, que no nosso ponto de vista superou nossas expectativas. Afinal a pousada que ficamos nos sentimos totalmente em casa por tanta hospitalidade que tivemos, fomos super bem recebidos e bem mimados. O café da manhã era maravilhoso tudo com capricho e amor. Como nossa turma era grande dividimos em três pousadas abaixo segue contatos. Os campings também são de agrado da turma do 4x4 onde também é uma opção. Cama & Café Encantus – (63 9974-8648) Sara @encantus_jalapao



Pousada Raízes do Jalapão – (63 9296-4494) Rebeca @pousadaraizesdojalapao



Pousada Cerrado do Jalapão - 63 9961-8668 Carol @pousadaceradodojalapao



A comida do Jalapão
Todos os fervedouros oferecem praticamente a mesma comida e os valores não mudam. O que muda é o tempero de cada lugar. Nós que somos de SP sentimos um pouquinho, pois a comida de lá é mas forte, a carne é fresca mais nada que não de para comer. A cidade conta com uma hambúrgueria, pizzaria, mercados e padaria.


Sobre as atrações
Vamos falar um pouquinho de cada fervedouro e cachoeiras que visitamos, é tudo surreal e um verdadeiro paraíso. Todos os fervedouros tem um tempo para permanecer que varia de 15 a 20 minutos tudo depende da quantidade do turismo no local. E todas as atrações são pagas.


*Fervedouro Rio do Sono
Com um visual mais quadrado e com a nascente mais forte você consegue se posicionar para flutuar em uma delas, cheio de peixinhos dividindo o espaço, onde torna ainda mais especial a beleza do local. A água é um pouco mais fria, mas com o tempo quente ajuda a equilibrar esta sensação. Para visitação é cobrado uma taxa de R$ 15,00. Para o acesso até o fervedouro não há trilha e o acesso é fácil. No local eles oferecem o almoço, no valor de R$ 35,00 por pessoa e comida é servida à vontade. Diga-se de passagem bem gostosa a comida.



*Fervedouro Buritis
Ele encanta pela linda cor da água que varia entre verde e azul, a água é uma delícia fresquinha e quase morna, a intensidade e leveza dela é sensacional, areia branquinha e o local é cercado de bananeiras e buritis. Este fervedouro tem a opção de realizar ele no período noturno. O valor por pessoa é de R$ 15,00 e tem a opção do restaurante também.



*Dunas O caminho ate o local é feito de carro, e no trajeto ainda é possível curtir o lago que espelha a serra do Espírito Santo. Não tem como ir ate lá e não visitar este local. Definitivamente são esplêndidas e de uma grandiosidade impressionante, no final da tarde com o pôr do sol elas ficam totalmente alaranjadas, com uma nova tonalidade enriquece ainda mais o local. É simplesmente paradisíaco e claro que rende fotos espetaculares. O horário mais indicado para visitar é no final da tarde.

Do alto das Dunas é possível ver todo deserto ao meio do cerrado. Importante respeitar as regras, subir pelo paredão é proibido a fim de preservar a formação da areia, é muito comum ter fiscais no qual são livres para multar qualquer pessoa que desobedeça às regras. Evite problemas e curta o visual que é magnífico.





*Fervedouro Alecrim
Localizado em São Felix, ele não seria diferente dos demais, com a água bem esverdeada, e um pouco mais frio que os outros é bem encantador, com bastante pressão muito favorável para a flutuação. Ele em questão do tamanho é bem compatível com o fervedouro da Bela Vista. No local não tem restaurante e sua taxa de visitação é de R$ 15,00. Neste local tivemos o prazer de apreciar uma linda Arara.





*Fervedouro Bela Vista
O queridinho de todos, o Bela Vista é o maior fervedouro do local, com uma estrutura bem legal e com diversos serviços no local, como pousada, restaurante, lojinha, sorvete e redário. Com um tom mais azul e um deck ele também encanta os turistas. Para visitar o local o valor é de R$ 15,00 por pessoa e o almoço esta no valor de R$ 35,00 por pessoa.



*Cachoeira da Arara
Uma excelente parada, os donos do local são uma graça de simpatia e hospitalidade, não conseguimos reservar o almoço pois é preciso agendar antes, mas eles foram uns queridos e não deixaram sair sem um cafezinho fresco do local. A cachoeira não tem uma queda d`água muito grande, mais o paredão da um visual sensacional, e é possível chegar próximo a queda d`água e andar atrás dela. A temperatura da água é bem amena e logo depois que entra o corpo já estará acostumado. Para curtir a cachoeira o valor é de R$ 10,00 por pessoa sem tempo para sair. O local serve almoço com um valor de R$ 35,00 por pessoa.




*Comunidade Quilombola Mumbuca
Que lugar incrível, que recepção, quanta energia e arte. Podemos apreciar um pouquinho dessa cultura, no qual eles preservam tanto, nos receberam com música, nos apresentaram o capim dourado, apreciamos sorvetes com frutas da região do cerrado. Não deixe de ir e viver esse momento.

Quanto ao capim dourado é bem apreciado em toda a região do Jalapão, tanto na comunidade como nos arredores, realizamos a visitação na estrada na barraca da Jane no qual também tivemos um super atendimento, e conseguimos trazer muitas lembrancinhas.



*Fervedouro Encontro das Águas
Sem dúvidas é o fervedouro mais forte, bem pequeno podendo ir somente 4 pessoas de cada vez exatamente para preservar essa pressão. A água é bem quente perante aos demais fervedouros. Podemos tentar afundar alguém lá e não vai conseguir pois é muito intenso. A areia é tão fina e agitada que é impossível sair de lá sem areia em sua roupa, biquíni e sunga. Vale muito apena conferir essa atração. Ajudando a limpar a roupa, não podemos deixar de ir ao encontro dos rios Rio do Sono e Rio Formiga, por isso o nome do encontro das águas, onde ambos se encontram e é nítido a tonalidade das cores um lado esverdeado e outro marrom. E água tem temperaturas bem diferentes. O valor por pessoa para visitação é de R$15,00.





*Cachoeira da Formiga
Uma palavra S.E.N.S.A.C.I.O.N.A.L, para nossa turma o melhor lugar, o tom da água encanta a todos, e permite ver o chão da areia calcária, tem que mergulhar de olhos abertos para não perder o visual encantador, ela não é tão gelada e depois que entra não tem vontade de sair. Para visitação é cobrado um valor de R$ 20,00 por pessoa e o tempo é livre, tem área de camping e servem almoço R$ 35,00 por pessoa.





*Pedra Furada
O tempo não nos ajudou para um fim de tarde com aquele pôr do sol, mais não deixamos de passar por lá e registrar esse momento tão único e esperado por todos. Porém conseguimos ver um bando de papagaios no local. As rochas de arenito em meio ao cerrado, nos permite apreciar e ver a imensidão da região, os buracos e do alto da pedra furada conseguimos registrar um momento inesquecível do Jalapão. O acesso para a pedra é gratuito.










*Cachoeira da Velha
Para chegar ate lá é preciso passar pela fazenda de Pablo Escobar, hoje administrada pelo estado de Tocantins. Com um grande volume e com água cristalina é a maior cachoeira do local. O local conta com uma passarela para chegar e apreciar esta vista tão linda. Não é permitido o banho por conta da queda d`água ser muito forte. Segundo a lenda o nome cachoeira da velha vem pois um senhora que gostava muito de lá, amava aquele local, e após sua morte algumas pessoas relataram ver seu espirito por la.




*Fervedouro Recanto do Salto
Esse fervedouro não é muito divulgado, porém é um lugar bem legal, acabamos conhecendo lá pois o fervedouro do Ceiça estava muito cheio e optamos ir neste. O local conta com área de camping,privativo como uma prainha, e algumas cabanas como opção para passar a noite.




*Lagoa do Japonês
Parada obrigatória para quem visita o Jalapão, um verdadeiro Oásis no meio do cerrado para ninguém colocar defeito. Uma água completamente esverdeada e transparente. Para chegar ate a gruta é preciso nadar, existe um barquinho no local que leva as pessoas, porém somente para os que viajam com agencias. Na lagoa tem bastante peixinhos, e eles adoram beliscar as pessoas, mais nada que impede seguir em frente e aproveitar o local. As sapatilhas são muito importante pois as pedras machucam os pés, caso não tenha não se preocupe na entrada eles alugam snorkel, sapatilha, boias, óculos. Nessa parada também tem a oportunidade de se aventurar em uma tirolesa. Tudo isso é pago a parte. Para usufruir da lagoa paga-se um valor de R$ 30,00 por pessoa no local tem restaurante e vestiário e é possível acampar.







E encerramos nossa viagem renovados para 2020. Que experiência tivemos, quantos momentos e histórias trouxemos em nossas bagagens e memórias. Que lugar de luz, paz de espírito portanto para você Jalapão um até breve!



COMENTE A MATÉRIA


COMENTÁRIOS


Não possui comentários



ANÚNCIOS INDICADOS